Aumenta número de pessoas fora de casa após novas chuvas no ES

De acordo com o boletim da Defesa Civil, atualizado na manhã desta quarta-feira (24), o estado contabiliza agora 376 desalojados e 71 desabrigados, totalizando 447 pessoas fora de casa. Bom Jesus do Norte, no Sul do estado, tem o maior número de pessoas desalojadas e desabrigadas.

As chuvas fortes que atingiram o Espírito Santo na última semana, e devem continuar até o final de fevereiro, deixaram 828 pessoas para fora de casa, sendo que 769 estão desalojados e 59 desabrigados, conforme o boletim meteorológico da Defesa Civil Estadual.

Somente no município de Bom Jesus do Norte, na região Sul, cerca de 650 foram para casa de amigos e parentes e 28 estão em uma creche e uma escola da cidade. Depois vem Mimoso do Sul, onde há registros de 42 desalojados e 7 desabrigados, devido a quedas de barreiras em residências e estradas. Na segunda-feira (22), o rio Itabapoana transbordou.

A chuva deu uma trégua no Espírito Santo, mas os reflexos dela ainda são sentidos por de 400 pessoas, que precisaram deixar suas casas em vários municípios capixabas. 

Bom Jesus do Norte continua sendo o município mais afetado, com 186 desalojados e 28 desabrigados, que foram levados para a Creche Tia Fatinha e a Escola Municipal São Sebastião. Em Alegre, são 29 desalojados e 10 desabrigados, que estão na Comunidade Nossa Senhora da Penha de Rive. Em Apiacá, são 30 desalojados e 14 desabrigados, sendo que 12 estão no Colégio municipal Maria de Lourdes e outros dois na Antiga Estação em José Carlos.

Em Mimoso do Sul, são 102 desalojados 18 desabrigados, que estão no Ginásio Municipal. Além disso, 11 pessoas estão desalojadas em Cariacica, 4 em Cachoeiro de Itapemirim, 4 em Divino São Lourenço e 3 em Iúna. Em Linhares, uma pessoa está desabrigada e foi encaminhada para a Casa de Passagem do município.

O nível do Rio Doce, em Linhares, continua acima da cota de inundação, que é de 3,45 metros. . O volume foi ultrapassado na madrugada de segunda-feira e ainda não abaixou. Em Colatina, o nível do rio está no limite da cota de atenção, que é de 5 metros. Na cidade, a cota de inundação é de 6 metros.

De acordo com o Incaper, nesta quarta-feira (24), o tempo segue com algumas áreas de instabilidade, que se formam, principalmente, a partir da tarde e provocam pancadas de chuva com trovoadas na região sul e serrana. No extremo norte e noroeste, previsão de chuva com trovoadas isoladas a partir da tarde.

Na Grande Vitória e no litoral sul, as nuvens se espalham, podendo ocorrer trovoadas no início da noite. Na região noroeste, a umidade trazida por ventos costeiros, provoca chuva fraca em alguns momentos do dia.

Na quinta-feira (25), a previsão é de sol e variação de nuvens em todo o estado, com pancadas de chuva e trovoadas na região sul e serrana, a partir da tarde. Nas demais regiões, não há previsão de chuva.

Para sexta-feira (26), devido a umidade oceânica transportada por ventos costeiros, o céu fica com muitas nuvens e algumas aberturas de sol. Chove fraco no início do dia, com chuva moderada, em alguns momentos, nos demais horários.